Adversário de Chávez é posto em liberdade

O líder opositor Richard Blanco, um dos subprefeitos de Caracas, foi libertado ontem, depois de ter passado quase oito meses na prisão, acusado de causar "lesões graves" em um policial e de "instigar ao crime" durante uma manifestação contra o presidente venezuelano, Hugo Chávez. Blanco terá de apresentar-se à Justiça a cada 15 dias durante o período que durar seu julgamento, que ainda não tem data prevista. O opositor já anunciou que percorrerá "novamente os bairros de Caracas" para promover sua candidatura às eleições parlamentares previstas para 26 de setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.