Advogado baleado por Cheney sofreu pequeno enfarto

O advogado de 78 anos Harry Whittington, baleado acidentalmente pelo vice-presidente dos Estados Unidos Dick Cheney em uma caçada no último domingo, teve um "ataque do coração menor", informaram os médicos do hospital da cidade de Corpus Christi, onde ele está internado. Segundo o administrador do hospital, Peter Banko, o advogado foi levado de volta para a unidade de tratamento intensivo depois que de uma irregularidade no ritmo cardíaco causada por um grão de chumbo. Os médicos realizaram um cateterismo.Whittington expressou o desejo de sair do hospital, mas Banko disse que, provavelmente, ele teria que permanecer por mais uma semana para ter certeza de que fragmentos não se moveriam para outros órgãos. "Partes da bala se moveram e se alojaram em uma parte do coração no que nós definimos como um ataque cardíaco menor", afirmou o administrador em uma coletiva de imprensa.Os médicos afirmaram que Whittington não apresentou sintomas de um ataque do coração ou outros problemas. Eles deixaram a bala no lugar e disseram que ele poderá viver uma vida saudável com ela. "Ele não teve um ataque do coração no sentido tradicional", disse o chefe de cuidados de emergência, David Blanchard.O advogado foi colocado na unidade de tratamento intensivo depois do acidente no sábado e foi transferido para outra unidade na segunda-feira, depois que os médicos decidiram deixar os fragmentos da bala alojados em sua pele ao invés de removê-los.O Departamento de Parques e Fauna do Texas reportou que Whittington estava recolhendo uma ave caída e saiu da linha onde estava caçando com Cheney. De acordo com o relatório: "Um outro bando se agitou e Cheney atirou em um pássaro e acertou o advogado no rosto, pescoço e peito". Segundo o comunicado do órgão, o principal fator que contribuiu para o acidente foi "um julgamento de caçador". AdvertênciaCheney e Whittington receberam advertências por terem infringido as leis do Texas, que exigem que os caçadores comprem um sele de US$7 que permite a caça de aves. A porta-voz do Departamento disse que os avisos estão sendo emitidos na maioria dos casos porque o requerimento só foi efetivado há cinco meses atrás e muitos caçadores não tinham conhecimento.O gabinete de Cheney emitiu um comunicado na segunda-feira à noite, afirmando que ele possui uma licença de caça, de US$125 e enviou um cheque de US$ 7 para cobrir a despesa com o selo. No comunicado consta que a equipe fez o requerimento de todas as licenças necessárias, mas não foi informada do selo de US$7.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.