Advogado de Assange diz negociar depoimento com polícia britânica

Procurado na Suécia por crimes sexuais, fundador do WikiLeaks diz ser inocente

Reuters,

06 de dezembro de 2010 | 19h39

O advogado Mark Stephens, que representa o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, disse nesta segunda-feira, 6, que está negociando com a polícia britânica para que seu cliente testemunhe.

Veja também:

documentoAnálise: Por que o nióbio é estratégico?

especialEspecial: Por dentro do WikiLeaks

blog Radar Global: principais vazamentos do 'cablegate'

blogLink: WikiLeaks e o Trending Topics

lista Veja tudo o que foi publicado sobre o assunto

"Julian Assange não é acusado de nada", disse o advogado. "Estamos negociando um encontro consentido com a polícia para facilitar o depoimento".

Assange é procurado na Suécia por crimes sexuais. Um mandado de prisão foi expedido pela Interpol. Ele nega as acusações.

Tudo o que sabemos sobre:
Julian AssangeWikiLeaks

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.