Advogado de Saddam apela à Suprema Corte dos EUA

O único americano da equipe de defesa de Saddam Hussein pediu à Suprema Corte dos Estados Unidos que declare inconstitucional a detenção do presidente deposto do Iraque. A manobra vem no momento em que os advogados do ex-ditador aguardam uma oportunidade de encontrar o cliente e descobrir quais as acusações que serão levantadas no tribunal de crimes de guerra do Iraque. Ele poderá enfrentar a pena de morte.?Mesmo os direitos básicos a um processo legal, o direito básico a um julgamento justo estão sendo pisoteados?, disse Curtis Doebbler que participa como voluntário na equipe de 20 advogados da Bélgica, Grã-Bretanha, França, Jordânia, Líbano, Líbia e Tunísia. Doebbler alega que autoridades americanas proibiram-no e os demais advogados de ver Saddam, preso desde dezembro.

Agencia Estado,

08 de julho de 2004 | 19h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.