Advogado de Saddam diz que julgamento é uma farsa

O ex-procurador geral dos EUA, Ramsey Clark, que atualmente defende Saddam Hussein, disse que o julgamento do ex-presidente é uma farsa encenada e paga pelos Estados Unidos para remover Saddam como um símbolo de resistência. "Este tribunal não é nada mais que a continuação da guerra e da ocupação, para destruir e demonizar a liderança anterior, fazendo-os parecerem bárbaros", disse Clark."Uma corte deve ser legal. É verdade que você pode ter um julgamento justo em um tribunal ilegal, mas não seria legal", afirmou o advogado em uma coletiva de imprensa. "Se você acredita no poder da lei, deve começar com legalidade e essa corte claramente não é legal".Clark também sugeriu que o presidente George W. Bush está exercitando sua influência sobre a corte e citou um comentário de Bush afirmando que o julgamento estava "nos trilhos" em um momento em que um juiz foi assassinado e os procedimentos estavam em um estado caótico.Clark disse ainda que provavelmente não retornará para o reinício do julgamento, que segundo ele está marcado para segunda-feira. O americano disse que Saddam é seu único cliente, e que acredita que o juiz está voltando sua atenção ágora para os outros sete acusados no caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.