Advogado diz que executiva da News Corp é inocente

O advogado de Rebekah Brooks, ex-executiva-chefe da News International, braço britânico do império de mídia de Rupert Murdoch, disse que ela é inocente e que a polícia terá de enfrentar sérios questionamentos sobre por que ela foi detida sob suspeita de grampos telefônicos e suborno.

AE, Agência Estado

18 de julho de 2011 | 09h40

O advogado Stephen Parkinson disse que ela ficou detida e foi interrogada por nove horas ontem, mas os detetives não a acusaram de qualquer crime. Hoje, ele disse que a polícia terá de "prestar contas de suas ações", considerando "o enorme dano à reputação" que a prisão causou a Brooks.

Segundo um representante de Brooks, ela comparecerá a uma audiência no Parlamento britânico marcada para amanhã. As informações são a Associated Press e da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.