Advogado: EUA acusarão Assange por espionagem

O governo dos Estados Unidos está perto de indiciar o fundador do WikiLeaks por espionagem, disse Jennifer Robinson, advogada de Julian Assange, segundo o site da ABC News. Assange está detido em Londres por crimes sexuais que teriam sido cometidos na Suécia. Robinson disse que as leis sobre espionagem norte-americanas não se aplicam a Assange e que ele pode solicitar a proteção da Primeira Emenda, que garante a liberdade de expressão.

AE, Agência Estado

10 de dezembro de 2010 | 16h27

"Acreditamos que ela se aplique ao senhor Assange e que, no caso, ele tem direito às proteções da Primeira Emenda como editor do WikiLeaks e que qualquer processo sob o ato de espionagem seria, do meu ponto de vista, inconstitucional e colocaria em risco todas as organizações de mídia nos Estados Unidos", disse Robinson Said. Os detentos da prisão de Wandsworth estão colocando bilhetes de apoio sob a porta da cela de Assange, informaram fontes à Sky News. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
processoadvogadoEUAespionagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.