Advogados vão à Líbia coordenar defesa de Saddam

Três advogados jordanianos que dizem representar o presidente deposto do Iraque, Saddam Hussein, partiram para a Líbia com o objetivo de coordenar a ação dos membros de uma equipe de profissionais interessados em defender o ex-ditador. Ziad al-Khasawneh explicou à Associated Press que a visita de dois dias tem como objetivo "coordenar a estratégia de defesa do presidente Saddam com a filha do líder líbio Muamar Khadafi". Aicha Muamar Khadafi, uma professora de direito de pouco menos de 30 anos, disse aos advogados que participará da equipe de defesa.

Agencia Estado,

05 de julho de 2004 | 18h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.