Aéreas sul-coreanas vão alterar rotas após ameaça

As companhias aéreas sul-coreanas estão alterando as rotas de seus voos para que não passem tão perto do espaço aéreo norte-coreano. As alterações começaram a ser analisadas horas depois de a Coreia do Norte ter ameaçado aviões sul-coreanos em meio ao aumento da tensão na Península Coreana. A alteração, que custará às companhias aéreas milhares de dólares por voo, ocorre depois de Pyongyang ter advertido que não pode garantir a segurança de aviões civis sul-coreanos que voam muito perto de seu espaço aéreo e acusado Estados Unidos e Coreia do Sul de tentarem provocar uma guerra nuclear com suas manobras militares conjuntas.A nota, divulgada pela mídia estatal norte-coreana, não especificava que tipo de risco correriam os aviões sul-coreanos nem explicava se a Coreia do Norte poderia abater aviões. A Coreia do Sul exige que o Norte retrate-se da ameaça. "A ameaça militar contra nossos aviões civis viola as normas internacionais e representa um ato desumano que não pode ser justificado sob nenhuma circunstância", declarou Kim Ho-nyeon, porta-voz do Ministério de Unificação sul-coreano.

AE-AP, Agencia Estado

06 de março de 2009 | 10h25

Tudo o que sabemos sobre:
Coreiasmíssilameaça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.