Aeromoça é suspensa por fazer sexo com ator em avião

Uma aeromoça foi suspensa do emprego e vai deixar de receber seu salário por supostamente manter relações sexuais com o ator britânico Ralph Fiennes durante um vôo da companhia aérea australiana Qantas, informa neste domingo o jornal Herald Sun.O jornal divulgou a notícia após ter acesso a uma nota enviada à Qantas por Lisa Robertson, a auxiliar de vôo que atendeu Fiennes quando ele viajava no dia 24 de janeiro de Darwin a Mumbai, na Índia.O texto dá a entender que Robertson foi acusada por membros da tripulação de violar as normas internas do avião, ao entrar no banheiro em companhia do astro de A Lista de Schindler.As mesmas testemunhas afirmaram que Robertson, de 38 anos, conversou com Fiennes quando o ator se sentou junto a ela no espaço destinado às aeromoças.A aeromoça negou a relação sexual, mas reconheceu que conversou várias vezes com Fiennes, de 44 anos."Enquanto conversei com o senhor Fiennes em meu descanso disse a ele sobre a minha necessidade de ir ao banheiro. Fui ao mais próximo e ele me seguiu, mas lhe expliquei que isso era inadequado e pedi que ele saísse", disse Robertson.A companhia aérea Qantas está investigando o incidente para decidir se vai ou não demitir a aeromoça.Fiennes, que estava na Austrália por causa do Festival das Artes de Sydney, viajou à Índia para participar de uma campanha a favor das vítimas da Aids.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.