Aeroporto na Sicília continua fechado

O aeroporto siciliano de Catânia continuará fechado até amanhã, por causa da chuva de cinzas proveniente do Etna, o vulcão mais ativo da Europa, em erupção desde 27 de outubro. As máquinas de limpeza para tirar as cinzas das pistas estão trabalhando desde cedo, mas as autoridades aeroportuárias anunciam que o terminal só poderá voltar à atividade amanhã. O aeroporto catanês de Fontanarossa está paralisado desde sexta-feira de manhã e os vôos provenientes e com destino a Catânia são desviados para os aeroportos de Palermo e Reggio Calabria, provocando sérios problemas às centenas de turistas que usam o aeroporto para visitar Taormina, uma das mais cidades mais bonitas da Itália. O prefeito de Catânia, Umberto Scapagnini, pediu uma "reunião urgente com o governo antes do fim de semana" para enfrentar as cinzas que cobrem a cidade e discutir a instituição de uma lei especial, baseada no modelo daquela de Veneza. O pedido foi solicitado depois de um encontro de deputados regionais e nacionais e representantes cataneses do Parlamento europeu. Segundo eles, Catânia está ?de joelhos? por causa da areia de cinzas que cobre a cidade.

Agencia Estado,

09 Dezembro 2002 | 16h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.