STR/AFP
STR/AFP

Aeroportos de Pequim cancelam mais de mil voos devido ao coronavírus

Mais de 30 novos casos de covid-19 foram registrados na capital chinesa nas últimas 24 horas

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2020 | 03h32

PEQUIM - Os dois aeroportos de Pequim cancelaram mais de mil voos nesta quarta-feira, após o ressurgimento de casos da covid-19 na capital chinesa, anunciou a imprensa local. 

Às 09h10 locais (22h10 de Brasília), 1.255 voos com partida e chegada nos aeroportos de Pequim foram cancelados, ou seja, 70% dos planejados originalmente, informaram o People's Daily e o China Daily. 

De acordo com o gabinete do prefeito de Pequim na quarta-feira, 31 novas infecções do coronavírus foram registradas na capital nas últimas 24 horas, número que se manteve estável pelo quarto dia consecutivo. Até então, nenhum caso de coronavírus havia sido detectado em Pequim em dois meses e os cidadãos estavam quase voltando ao normal. O medo de uma segunda onda epidêmica levou as autoridades a agir.

As autoridades pediram aos moradores de Pequim que evitem viagens "não essenciais" para fora da cidade e ordenaram o fechamento de escolas do ensino fundamental e secundárias. 

Várias cidades começaram a impor uma quarentena obrigatória a todos os viajantes da capital chinesa. Os usuários de trem que reservaram passagens para ou a partir de Pequim poderão solicitar um reembolso gratuito, informou o People's Daily. 

O conselho da cidade lançou uma campanha maciça de detecção e confinou áreas residenciais./AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.