Aeroportos e companhias aéreas mantêm funcionamento parcial após alerta de atentado

Diversas companhias aéreas cancelaram seus vôos para a Grã-Bretanha nesta quinta-feira, depois que a polícia londrina informou ter desvendado um plano para explodir aeronaves em pleno ar. A American Airlines cancelou seis vôos que tinham sidoprogramados para esta quinta-feira entre os aeroportos de Nova York, Chicago e Boston e o de Heathrow, na capital britânica. Já a Delta Airlines manterá suas operações com o aeroporto londrino de Gatwick, e a United advertiu a seus clientes que seus vôos procedentes de Londres registrarão atrasos de, pelo menos, duas horas.Todos os vôos de curta distância que a companhiaaérea British Airways (BA) tinha previsto operar durante o dia foram suspensos.A empresa mantém um vôo diário para São Paulo (que saí todas as noites de Londres) e três vôos semanais para o Rio de Janeiro. Esses vôos não foram afetados, segundo assessoria da empresa. Entre outras grandes companhias aéreas, a alemã Lufhtansa, a espanhola Ibéria e a grega Olympic cancelaram todos os vôos para a Grã-Bretanha nesta quinta-feira. A franco-holandesa Air France-KLM, maior companhia da Europa, suspendeu seus vôos de Paris e cancelou alguns de Amsterdã.AeroportosO aeroporto londrino de Heathrow informou que suspendeu na tarde desta quinta as restrições de aterrissagem de vôos curtos nacionais e europeus imposta após o alerta de atentado. A BAA, empresa que administra o aeroporto, informou que "a aterrissagem de vôos de longa distância(transatlânticos, por exemplo) foi mantida, mas com atrasos" A companhia aeroportuária ressaltou que na sexta-feira "o Heathrow estará aberto e operará", apesar de ter advertido que "inevitavelmente alguns vôos serão cancelados".Os aeroportos irlandeses, que haviam suspendido vôos à Inglaterra, retomaram as atividades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.