Afeganistão: 60% dos eleitores comparecem às urnas

Autoridades do Afeganistão estimam que cerca de 60% dos eleitores aptos a votar compareceram às urnas no segundo turno da eleição presidencial realizado neste sábado e que aproximadamente 50 pessoas morreram em ações terroristas realizadas em todo o país.

AE, Agência Estado

14 de junho de 2014 | 13h17

O presidente da Comissão Eleitoral Independente, Ahmad Yousuf Nouristani, disse que mais de sete milhões de afegãos votaram na eleição deste sábado que irá definir o substituto de Hamid Karzai, que está no poder desde 2011. Cerca 12 milhões de cidadãos do país estavam aptos a votar.

O ministro do Interior, Mohammad Umar Dudzai, também disse que dezenas de pessoas morreram hoje em ataques terroristas, incluindo 20 civis, 15 soldados armados e 11 policiais, mas que o clima geral da eleição era pacífico.

Os dois homens falaram em uma coletiva de imprensa feita depois do fechamento das urnas.

Os resultados oficiais preliminares devem ser anunciados em 2 de julho. O resultado final deve ser divulgado em 22 de julho.

Os candidatos que se enfrentaram no segundo turno são o ex-ministro das Relações Exteriores Abdullah Abdullah e o ex-funcionário do Banco Mundial e ex-ministro de Finanças Ashraf Ghani Ahmadzai.

Ambos prometeram assinar um pacto de segurança com os EUA, um acordo que o atual presidente, Hamid Karzai, se negou a firmar. Isso permitiria que cerca de 10 mil tropas americanas permaneçam no Afeganistão por mais dois anos para conduzir operações antiterrorismo e treinar o exército e a polícia. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.