Afeganistão elogia liberação de prisioneiros do Taleban

Um negociador afegão disse, nesta terça-feira, esperar que oito membros do Taleban que foram libertados pelo Paquistão sirvam como mediadores para a paz, ao descrever a decisão de Islamabad como um passo importante para o esforço de Cabul para encerrar uma guerra que já dura 11 anos.

AE - AP, Agência Estado

01 de janeiro de 2013 | 13h26

A libertação realizada na segunda-feira incluiu um homem que foi ministro da Justiça quando o Taleban governou o Afeganistão antes de 2011 e um guarda do líder Mullah Omar. Esta foi a segunda leva de prisioneiros libertados pelo Paquistão.

Ismail Qasemyar, membro do Conselho de Paz do Afeganistão, classificou a libertação dos prisioneiros como um passo "bom e prático" no processo de paz e disse esperar que mais presos sejam libertados.

O Ministério das Relações Exteriores do Paquistão citou que oito presos foram libertados para ajudar no processo de paz, incluídos o ex-ministro da Justiça Nooruddin Turabi e o guarda Mohammad Azeem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.