Afeganistão: Homem-bomba mata ao menos 17 pessoas

Um homem-bomba em um riquixá se explodiu do lado de fora de um posto de controle perto de um mercado no norte do Afeganistão nesta terça-feira, matando pelo menos 17 civis, disseram autoridades.

AE, Agência Estado

18 de março de 2014 | 16h17

Nenhum grupo assumiu imediatamente a responsabilidade pelo ataque, que ocorreu em Maymana, capital da província de Faryab. Contudo, ele ocorreu em uma área onde o Taleban e grupos militantes aliados atuam. O Taleban ameaçou uma campanha de violência para atrapalhar a eleição do dia 5 de abril, que escolherá um novo presidente em um momento em que as tropas estrangeiras se preparam para deixar o Afeganistão até o fim do ano.

O homem-bomba se aproximava de um posto de controle onde carros estavam sendo inspecionados em uma rodovia que levava ao complexo do governo em Maymana, quando detonou os explosivos escondidos no riquixá, segundo as autoridades. No entanto, a maioria das vítimas era vendedores comercializando pão fresco e outras pessoas na área de mercado na beira da movimentada estrada.

O governador da província, Mohammadullah Patash, confirmou que 17 pessoas foram mortas, incluindo três crianças, e 26 ficaram feridas na explosão, que ocorreu a cerca de 200 metros do complexo do governador. Funcionários do departamento de energia elétrica nas proximidades também estavam entre as vítimas, de acordo com o vice-governador, Abdul Satar Barez.

"Eles mataram pessoas inocentes em um lugar onde moradores estavam apenas tentando ganhar 10 afeganes (cerca de 20 centavos) para comprar um pedaço de pão. A maioria das vítimas foi atingida quando vendia ou comprava pão", assinalou. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.