Afeganistão pronto para a guerra

O Afeganistão teme um eventual ataque dos EUA a seu território, em represália aos atentados da última terça-feira. O país já se prepara para uma possível ofensiva militar norte-americana, e o clima generalizado é de pânico. O Taleban, milícia que governa a maior parte do território afegão, determinou o fechamento das fronteiras do país.Em declaração na noite de ontem, sexta-feira, o líder supremo da milícia, mulá Mohamed Omar, conclamou muçulmanos do país e de todo o mundo a enfrentar com firmeza a ameaça de um ataque dos Estados Unidos. Segundo Omar, os muçulmanos devem se preparar para uma jihad (guerra santa) em defesa da fé islâmica.Mohamed Omar lembrou que os impérios ingleses e russos falharam em suas tentativas de dominar os afegãos no passado, e advertiu que o Afeganistão é o alvo óbvio da ira norte-americana por ser o único autêntico Estado muçulmano. Afirmou que caça ao saudita Osama Bin Laden é apenas um pretexto para disfarçar o ódio norte-americano ao islamismo. Por fim, disse também que o Afeganistão estava pronto para atacar quaisquer de seus vizinhos que oferecessem auxílio em uma eventual agressão norte-americana ao país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.