Afeganistão quer assumir própria segurança até 2015

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, disse hoje que estuda a possibilidade de instituir o alistamento obrigatório para a formação de um exército grande o suficiente que garanta a segurança do país sem auxílio internacional.

AE-AP, Agencia Estado

07 de fevereiro de 2010 | 15h33

Karzai disse que pretende constituir e treinar 300 mil soldados e policiais até 2012 para que o país tenha condições de cuidar da própria segurança sem ajuda externa até 2015.

"(Dentro de cinco anos,) o Afeganistão deverá ter condições de garantir a segurança de seu povo para que não sejamos mais um fardo nos ombros da comunidade internacional", disse Karzai, durante a Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãosegurança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.