África apóia candidatura da Venezuela ao Conselho de Segurança

A Venezuela recebeu o apoio da União Africana (UA) para sua aspiração de integrar o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas no período 2007-2008, anunciou nesta sexta-feira o ministério venezuelano das Relações Exteriores. O presidente da Comissão da União Africana (UA), Alpha Oumar Konaré, anunciou em carta ao governo venezuelano que a organização oferecerá "total apoio" à candidatura da Venezuela. "A Comissão não economizará nenhum esforço para assegurar que seus países-membros apóiem firmemente essa candidatura", disse Konaré em sua carta, segundo a Chancelaria venezuelana. O vice-ministro venezuelano para a África, Reinaldo Bolívar, considerou a notícia sumamente importante, já que a UA reúne 53 países, que somam quase 30% dos votos da Assembléia Geral. "Estamos dando um passo significativo; a União Africana é uma organização compacta, pois determina as suas linhas de ação por consenso", comentou o vice-ministro. Os votos africanos foram pedidos em uma recente visita feita por Bolívar à Etiópia. Lá, ele disse ao vice-presidente da UA, Patrick Mazimhaka, que a Venezuela e os países africanos compartilham visões comuns sobre a construção de um sistema multipolar que leve à democratização da organizações mundiais. O governo venezuelano não informou até o momento sobre apoios à sua candidatura vindos de países de fora do continente americano.

Agencia Estado,

03 Março 2006 | 20h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.