África do Sul: Caça ilegal de rinocerontes bate recorde

O número de rinocerontes mortos por caçadores ilegais passou de mil e atingiu um recorde histórico na África do Sul em 2013, informou o governo do país nesta sexta-feira.

Agência Estado

17 de janeiro de 2014 | 14h13

Dos 1.004 rinocerontes mortos ilegalmente no ano passado, cerca de 60% foram atacados dentro do Parque Nacional Kruger, informa a agência ambiental sul-africana. Em 2012, 668 rinocerontes foram mortos no país.

Ainda de acordo com as autoridades sul-africanas, 343 pessoas foram presas no ano passado por matarem rinocerontes para roubar seus cobiçados chifres, um aumento de 30% em relação a 2012.

Chifres de rinocerontes são considerados símbolos de status e agentes cura em partes da Ásia. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.