África do Sul pode ajudar Zimbábue a finalizar negociações

Os rivais políticos do Zimbábuepodem assinar neste sábado um acordo de compartilhamento depoder para encerrar a crise política do país, depois quelíderes regionais discutiram o esboço de um acordo durante umaconferência de líderes sul-africanos, afirmou uma fontediplomática. A fonte disse que o esboço do acordo de compartilhamento depoder para por fim às negociações que se arrastam há mais de ummês estava sendo discutido durante a tarde deste sábado, em umasessão fechada da cúpula dos 14 membros da Comunidade para oDesenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla em inglês),em Johanesburgo. "As partes podem assinar (o acordo) esta noite", disse afonte, que acompanha de perto as negociações. O presidente sul-africano Thabo Mbeki afirmou mais cedo queo encontro dos líderes regionais poderia ajudar os rivaispolíticos do Zimbábue concluirem as negociações. "Esse encontro nos dá a possibilidade de ajudar os partidosdo Zimbábue a finalizar suas negociações para que juntos elespossam... trabalhar para chegar a uma recuperação nacional ereconciliação", afirmou Mbeki no início de uma sessão de doisdias com os 14 membros da Comunidade. Mbeki, mediador-chefe das negociações entre os rivaispolíticos no Zimbábue, pediu uma resolução urgente para a criseno país africano. "Estou certo de que os milhões de zimbabuanos dentro e forado país aguardam com grande expectativa e grandes esperanças umresultado positivo de nossas deliberações", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.