Angela Weiss/AFP
Angela Weiss/AFP

Agência de saúde dos EUA exigirá uso de máscaras em todos os transportes públicos

Medida inclui aviões, trens, ônibus, táxis, caronas, metrôs, balsas e barcos

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de janeiro de 2021 | 16h35

WASHINGTON - Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos emitiram uma ordem geral exigindo o uso de máscaras para proteção contra a disseminação da covid-19 em praticamente todas as formas de transporte público em todo o país. 

A ordem, divulgada na noite de sexta-feira, 29, inclui viagens em aviões, trens, ônibus, táxis, caronas, metrôs, balsas e barcos. 

A medida é uma extensão de uma das primeiras ordens executivas assinadas pelo presidente Joe Biden, que exigia o uso de máscaras para viagens interestaduais como parte de uma estratégia mais ampla para reduzir a disseminação do coronavírus. 

O novo pedido, que também cobre viagens dentro de cada Estado, entra em vigor às 23h59 locais de segunda-feira, 1.

“O uso de máscaras em nossos sistemas de transporte protegerá os americanos e transmitirá a confiança de que podemos viajar com segurança novamente, mesmo durante esta pandemia”, afirma a ordem.

“Portanto, a exigência de máscaras nos ajudará a controlar esta pandemia e a reabrir a economia dos Estados Unidos”, disse a agência. 

O não cumprimento constituirá "uma violação da lei federal", de acordo com a ordem. Exceções ao uso de máscaras são permitidas para pessoas que comem, bebem ou tomam remédios, assim como para pessoas que se comunicam com portadores de deficiência auditiva. 

Os Estados Unidos têm as piores estatísticas sobre a covid-19 do mundo - mais de 430 mil mortes e quase 26 milhões de infectados. O número de casos e hospitalizações diminuiu nas últimas duas semanas, e alguns especialistas atribuem isso, em parte, a uma maior adesão às medidas de uso de máscaras e distanciamento social. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.