Agência suspende voos com jato comercial da Dassault

A Agência de Segurança Aérea da Europa determinou hoje que todos os jatos executivos 7X Falcon da empresa francesa Dassault, em todo o mundo, permanecessem no solo, após ter sido detectada uma anomalia em uma dessas aeronaves que poderia ter feito os pilotos perderem o controle do avião em voo.

AE, Agência Estado

26 de maio de 2011 | 19h20

A agência sediada em Colônia disse em duas diretrizes que tomou a decisão de interromper todos os voos do avião da Dassault a partir de um pedido da própria empresa, com sede em Paris. O avião que apresentou defeitos estava voando da Europa à Malásia, sem passageiros, disse o porta-voz da Dassault, Stephane Fort.

Os pilotos conseguiram retomar o controle da aeronave e fizeram um pouso seguro na Malásia, disse Fort. Ele não informou de quem era o avião ou quem o operava. Até agora, a Dassault entregou 112 aeronaves 7X, as quais já voaram 75 mil horas. A Dassault Falcon, uma divisão da Dassault Aviation, é uma das fabricantes líderes de jatos comerciais. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
segurançavoojato Dassault

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.