Agências alemãs cancelam viagens para o Egito

As unidades alemãs das agências de turismo TUI e Thomas Cook Group informaram que cancelaram todas as viagens para o Egito até meados de setembro. A decisão foi tomada depois de o Escritório de Relações Exteriores da Alemanha alertar contra viagens para o país que vive uma onda de violência.

AE, Agência Estado

16 de agosto de 2013 | 10h58

Mais de 600 pessoas foram mortas e milhares ficaram feridas em confrontos nesta semana entre forças de segurança nacional e defensores do presidente deposto Mohammed Morsi.

A TUI Deutschland ofereceu aos clientes que compraram viagens para o Egito a possibilidade de mudarem os planos sem a cobrança de taxas administrativas. Os turistas que já estão em resorts no Mar Vermelho e quiserem permanecer, podem continuar ali, afirmou a agência, destacando que aquela região atualmente é segura.

Os clientes da Thomas Cook também podem escolher destinos alternativos aos pacotes que compraram. "A Thomas Cook está acompanhando a situação de perto e está em constante contato com as autoridades e organizações relevantes nos destinos", informou.

Em junho, o começo do verão no hemisfério norte, a TUI Deutschland já havia interrompido as vendas de viagens para o Cairo e para Luxor até meados de setembro. Hoje a agência também anunciou que os cruzeiros pelo Rio Nilo estão suspensos até 15 de setembro.

Uma representantes da TUI Deutschland afirmou que a demanda por viagens para o Egito caiu bastante recentemente e que até agora as reservas para a temporada de verão na agência estão abaixo do nível do verão do ano passado. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
egitoviolênciaalemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.