Agências da ONU reclamam de falta de fundos no Afeganistão

Agências de ajuda da ONU informaram nesta terça-feira que os doadores não estão cumprindo as promessas de enviar dinheiro para os fundos de apoio aos afegãos. "Estamos solicitando aos doadores para que cumpram o prometido", disse o porta-voz do Programa Mundial de Alimentação (WFP, em inglês), Christiane Berthiaume. Agências de ajuda internacionais receberam a promessa de que cerca de US$ 600 milhões seriam destinados a ajudar os afegãos a sobreviverem ao rigoroso inverno, após um apelo feito pelo secretário-geral da ONU, Kofi Annan. Mas o dinheiro está demorando para chegar, apesar da crise humanitária no Afeganistão. Segundo Berthiaume, a agência pela qual ela é responsável recebeu apenas US$ 14 milhões dos US$ 257 milhões prometidos no mês passado. A WFP pretende alimentar cerca de 7 milhões de pessoas no Afeganistão, mas atualmente tem condições de fornecer alimentos para apenas 2 milhões por causa de motivos de segurança. Hoje, quatro aviões de carga norte-americano lançaram 70.000 pacotes com alimentos sobre o Afeganistão, informou a porta-voz da Força Aérea dos EUA, capitão Elizabeth Ortiz. Desde o início da ofensiva militar anglo-americana no país, os C-17 dos EUA já lançaram cerca de 350.000 pacotes. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.