Agenda prevê cessar-fogo antes de acordo final

A agenda de seis pontos que servirá de base para as negociações de paz entre o governo de Bogotá e a guerrilha colombiana prevê a possibilidade de que um cessar-fogo bilateral seja firmado ainda durante os diálogos - previstos para ser retomados em outubro, em Oslo.

O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2012 | 03h03

O ex-vice-presidente da Colômbia Francisco Santos, primo do presidente Juan Manuel Santos, que pertence à corrente política que mais se opõe às atuais políticas do governo, divulgou os primeiros detalhes da agenda revelados no país ontem, na rádio RCN, confirmando que, após o encontro na Noruega, as negociações - que terão colaboração ainda de Cuba, Venezuela e Chile - continuarão em Havana.

O presidente Santos admitiu ontem a dificuldade para firmar um acordo de paz. "O governo, por mais que seja difícil, quer buscar a paz em vez de estimular a guerra", disse. O senador colombiano Juan Fernando Cristo Bustos, do Partido Liberal, pediu que vítimas do conflito participem dos diálogos. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.