Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Agente do FBI detido é da Opus Dei, diz jornal

O agente do FBI Robert PhilipHanssen, detido sob a acusação de ter espionado a favor deMoscou durante 15 anos, é membro, ao lado de sua mulher, da OpusDei, a mais fechada e conservadora das organizações católicas,revelou hoje o jornal The Washington Post, citandoinformações dadas por alguns amigos do casal. Hanssen, de 56 anos, dos quais 27 a serviço do FBI, foidetido no último domingo acusado de espionagem. Esta acusaçãopode levá-lo a ser condenado à morte. Sua detenção causou surpresa entre os vizinhos de suacasa em Vienna, na Virginia (EUA), que conhecem os Hanssen comoum casal "profundamente católico", com seis filhos, presentestodos os domingos à missa na igreja de Santa Catarina de Siena. Segundo as fontes citadas pelo Post, Hanssen e suamulher Bonnie não se limitavam a freqüentar a paróquia mastambém participavam das reuniões da Opus Dei, que conta commilhares de membros nos EUA. Durante os seus 15 anos de espionagem para Moscou,Hanssen teria passado para a KGB - o serviço secreto russo naera soviética - e depois para seu sucessor, o SVR, milhares depáginas de documentos secretos. O FBI está tentando calcular o prejuízo supostamentecausado por seu agente à segurança dos EUA ao longo desse tempo.O diretor do FBI, Louis Freeh, considera os danos ao serviçoamericano de inteligência "excepcionalmente graves". Uma fonte ligada ao FBI, ao descrever o suposto trabalhode espionagem feito por Hanssen, disse que este teria passadoaos agentes soviéticos e depois russos 6.000 páginas dedocumentos - um virtual catálogo de altos altos segredosmilitares e programas secretos. O secretário da Justiça dos EUA, John Ashcroft, pediu aoex-diretor da CIA e do FBI William Webster que convoque umacomissão de especialistas para rever os procedimentos desegurança interna do FBI e sugerir mudanças.

Agencia Estado,

21 de fevereiro de 2001 | 17h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.