Manuel Pedraza/AFP
Manuel Pedraza/AFP

Agente envolvido em escândalo na Colômbia tem identidade revelada

Arthur Huntington seria um dos funcionários envolvidos; fato ganhou até uma música no país

estadão.com.br,

27 de abril de 2012 | 19h15

COLÔMBIA - Um dos agentes envolvidos no escândalo do Serviço Secreto dos Estados Unidos na Colômbia se chama Arthur Huntington, conforme noticiou nesta sexta-feira, 27, a TV CNN.

Veja também:

link Escândalo sexual pode causar mais demissões no Serviço Secreto dos EUA

link Panetta afirma que puniu marines por agredir prostitutas em Brasília

O escândalo acusa os homens encarregados de proteger o presidente Barack Obama em sua visita a Cartagena de encontros com prostitutas em quartos de hotel. O fato ganhou até uma música em um popular ritmo do país, a champeta.

O arquivo de áudio foi publicado pelo portal do El Nuevo Herald, jornal norte-americano de língua-espanhola que circula em Miami.

"Os agentes secretos não pensaram em Obama, somente pensaram em estar na cama", diz a letra de "Os agentes secretos de Obama", de composição de José Qusse, que se inspirou na história.

Doze agentes e outros doze militares da segurança do presidente estariam envolvidos no escândalo. Eles teriam levado até 21 prostitutas para o hotel na noite de 11 para 12 de abril, dois dias antes da chegada de Obama a Cartagena, onde ocorreu a Cúpula das Américas.

Eles foram descobertos quando uma das mulheres reclamou do pagamento, o que levou ao envolvimento da polícia local. O incidente constrangeu os Estados Unidos e chegou a ofuscar a participação do mandatário norte-americano no encontro.

Com Ansa

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.