Agente humanitário colombiano é seqüestrado no Afeganistão

Homens armados seqüestraram um agente humanitário colombiano e dois afegãos a serviço de uma agência assistencial francesa no oeste do Afeganistão, informou a polícia local nesta terça-feira.Os três agentes humanitários desapareceram no domingo em Jalrez, um distrito da província afegã de Wardak, disse Mohammed Assan, subcomandante da polícia local.O trio estava a serviço da Missão de Ajuda e Desenvolvimento das Economias Rurais do Afeganistão, um grupo humanitário financiado pelo Ministério das Relações Exteriores da França.De acordo com Assan, testemunhas viram quatro homens mascarados pararem o carro no qual as vítimas viajavam. Com armas apontadas para eles, os três homens desceram do veículo e foram levados por seus captores por uma rua empoeirada.Mais tarde, a polícia encontrou documentos do agente colombiano, do motorista do carro e de um intérprete, além de papéis da organização humanitária, no interior do veículo abandonado.Ainda não se sabe quem teria seqüestrado o trio. Até a tarde desta terça-feira, nenhum grupo assumiu a autoria do crime nem apresentou exigências em troca da libertação dos reféns.Em Paris, uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da França recusou-se a comentar o assunto. Em Bogotá, a chancelaria colombiana informou não dispor de detalhes sobre o caso.Enquanto isso, forças afegãs alegam ter matado 12 supostos membros da milícia fundamentalista islâmica Taleban em confrontos ao sul de Cabul. Em outro ponto do país, forças de segurança detiveram mais de 30 supostos rebeldes, disseram autoridades locais.Também nesta terça-feira, um soldado americano morreu e outro ficou ferido num aparentemente acidente automobilístico na província de Kunar, informou o comando militar dos Estados Unidos em Cabul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.