Agentes americanos se infiltram no Iraque

Com o intuito de desestabilizar o governo do presidente iraquiano, Saddam Hussein, pequenos grupos de diplomatas e de inteligência dos Estados Unidos estão se infiltrando no norte do Iraque para reunirem-se com opositores do regime de Bagdá, confirmaram fontes oficiais dos EUA. A infiltração faz parte de uma campanha psicológica para irritar Saddam, segundo as fontes.Em dezembro, um grupo de representantes do Departamento de Estado, liderado pelo diplomata Ryan Crocker, viajou ao norte do Iraque a fim de demonstrar apoio aos curdos e a outras forças contrárias a Saddam. Essa teria sido a última viagem realizada por altos funcionários americanos, mas houve outras antes e provavelmente haverá outras no futuro, disse um funcionário que pediu para não ser identificado.Entretanto, até o momento o principal grupo de oposição do Iraque, o Congresso Nacional Iraquiano, não apresentou nenhum plano animador, e os Estados Unidos não aprovaram nenhum movimento militar dentro do país, acrescentou. O Departamento de Defesa negou, na terça-feira, rumores de que haveria tropas americanas dentro do Iraque.O presidente George W. Bush está considerando táticas políticas e diplomáticas que possam acabar com o mandato de Saddam. A negativa de Saddam de permitir supervisão de inspetores de armas da ONU tem aumentado a preocupação entre países ocidentais de que o Iraque esteja desenvolvendo armas de destruição em massa.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.