Agentes do MI6 examinaram cadáver de Diana no necrotério

Agentes do serviço britânico de espionagem exterior, MI6, teriam visitado de forma extra-oficial o necrotério que abrigou o corpo da princesa Diana de Gales, informou hoje o jornal britânico Daily Express. Segundo o jornal, os espiões examinaram o cadáver de Lady Di e tiveram acesso aos corpos dos acompanhantes da princesa, Dodi al Fayed, e do chofer do veículo onde viajavam, Henri Paul, à margem das ações oficiais.A princesa, de 36 anos, e seu amigo, Dodi al Fayed, de 42, morreram quando o veículo no qual viajavam em grande velocidade chocou-se contra um dos pilares de um túnel de Paris, em 31 de agosto de 1997.O Daily Express aponta hoje que a investigação britânica poderia ser retomada devido à suspeita de que as provas podem ter sido alteradas.Existe, segundo o tablóide, uma preocupação entre os investigadores com o suposto envolvimento de espiões britânicos nas horas seguintes à morte de Diana. Eles entrevistaram membros do MI6 que supostamente estavam na capital francesa na fatídica noite.Os detetives do caso verificaram que as amostras de sangue do motorista Henri Paul foram alteradas, afirma o diário. Agora, os investigadores tentam averiguar se foram modificadas deliberadamente, segundo ordens de um superior, ou se simplesmente foi um erro dos agentes.Para o Daily Express, as amostras de sangue do motorista podem ter sido manipuladas de modo a indicar que ele ingeriu bebidas alcoólicas antes do acidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.