Agentes indianos detidos por suposta ligação com terroristas

Dois soldados e dois policiais indianos foram detidos na região da Caxemira, no norte da Índia, por suposta relação com o grupo separatista Lashkar-e-Toiba (LeT), apontado pela imprensa como responsável pelos atentados de 11 de julho em Bombaim, informa nesta quarta o jornal "Times of India".Se for confirmada esta informação, seria o primeiro caso de infiltração de grupos terroristas no Exército indiano.Os soldados Lance Naik Muhammad Shakeel e Sepoy Abdul Haq foram afastados de seus postos e serão interrogados sobre seus supostos contatos com um comandante do LeT, responsável por vários ataquesnos distritos de Poonch e Rajouri, na Caxemira.Os dois policiais foram detidos depois de uma célula do LeT, grupo separatista da Caxemira, ser dissolvida em Poonch.As seis pessoas já detidas em relação com o atentado de Bombaim, que causou 15 mortos e 700 feridos, serão submetidas a testes para tentar provar a participação deles no ataque, informou nesta quarta a agência local "PTI".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.