Agora é o frio que mata na França

Ainda se recuperando de um calor de verão extraordinário que matou milhares, a França agora se vê obrigada a enfrentar um novo inimigo: o frio. Autoridades abriram novas vagas para sem-teto e mandaram a polícia ficar atenta para pessoas mais vulneráveis depois que uma baixa inesperada na temperatura atingiu Paris no final de semana. Uma porta-voz do Ministério de Assuntos Sociais disse que 450 pessoas receberam abrigo nos últimos dois dias, número excepcionalmente alto para a época. Desde sexta-feira, duas pessoas morreram de frio. As temperaturas em Paris caíram a um grau negativo, segundo serviço nacional Meteo France. Nesta tarde a temperatura chegou a 8º C.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.