Agosto é o mês mais violento da revolta na Síria

Agosto já é o mês mais violento desde o início do conflito na Síria, com mais de 4 mil pessoas mortas, afirmou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, baseado em Londres.

AE, Agência Estado

24 de agosto de 2012 | 12h09

Pelo menos 3 mil civis e rebeldes foram assassinados em apenas três semanas, além de 918 soldados e 38 desertores, disse a organização, em meio a um número crescente de relatos de cadáveres encontrados amarrados e com tiros na cabeça.

No total, cerca de 24,5 mil pessoas foram mortas na revolta contra o regime do presidente Bashar Assad, que começou em março de 2011, calcula o Observatório. A ONU estima o número de mortes em 17 mil. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.