Agressores matam turista britânico em resort no Quênia

Homens armados mataram hoje um turista britânico e sequestraram sua mulher em um resort no norte do Quênia, perto da fronteira com a Somália, afirmou um diplomata.

AE, Agência Estado

11 Setembro 2011 | 12h56

Segundo o diplomata, os atacantes entraram nas acomodações do Kiwayu Safari Village resort durante a noite, localizado a cerca de 50 quilômetros ao norte da ilha turística de Lamu.

O escritório de Relações Exteriores do Reino Unido confirmou que dois cidadãos britânicos foram atacados perto da fronteira do Quênia com a Somália e que um deles tinha sido morto, mas se recusou a fornecer mais detalhes.

A polícia do Quênia afirmou que extremistas da Somália possam ser os responsáveis pelo ataque. "Nós suspeitamos que eles eram da Al Shabab", declarou um oficial de polícia que pediu para não ser identificado, referindo-se ao grupo radical islâmico, vinculado à Al-Qaeda e que luta para instaurar a Lei Islâmica na Somália. "Nós estamos atrás deles na fronteira com a Somália." As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Quênia morte turista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.