Agressores queimam caminhões da Otan no Paquistão

Agressores queimaram mais de 20 caminhões da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Paquistão nesta quinta-feira, no primeiro ataque desse tipo desde que o governo paquistanês fechou a fronteira com o Afeganistão após a Otan matar 24 soldados do país em um bombardeio no mês passado. Os caminhões transportavam combustíveis para as tropas da Otan no Afeganistão.

AE, Agência Estado

08 de dezembro de 2011 | 16h49

Centenas de caminhões da Otan e de particulares aguardam em postos de combustíveis e paradas rodoviárias no Paquistão, enquanto esperam que o governo de Islamabad reabra a fronteira com o Afeganistão. Cerca de 40% dos suprimentos não letais enviados às tropas da Otan no Afeganistão usam as rodovias paquistanesas. O governo paquistanês fechou a fronteira em 26 de novembro, logo após o bombardeio da Otan.

O policial Hamid Shakil disse que agressores desconhecidos dispararam foguetes contra um terminal rodoviário onde os caminhões estavam parados, nos arredores da cidade de Quetta. Ele disse que pelo menos 23 caminhões foram completamente destruídos. Não existem informações sobre mortes até agora.

Os mortíferos ataques da Otan na fronteira pioraram novamente as relações entre o Paquistão e os EUA, já bastante deterioradas neste ano.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.