Agricultores reclamam de ajuda após surto de bactéria

Agricultores britânicos revelaram hoje que ficaram decepcionados com a extensão do pacote de ajuda concedido pela União Europeia (UE) aos produtores que tiveram prejuízos decorrentes do surto de uma cepa virulenta da bactéria E.coli. A presidente do conselho da União Nacional dos Produtores de Batatas e Horticultura, Sarah Pettitt, disse que o esquema de indenização pela E.coli foi "decepcionante", já que não incluiu compensações pelas perdas em produtos vendidos a preços baixos.

GABRIELA MELLO, Agência Estado

21 de junho de 2011 | 09h39

Sob os termos do pacote, produtores britânicos podem pedir indenização por safras retiradas do mercado entre 18 e 30 de junho. "O fato de que pedidos retroativos não podem ser feitos para produtos já descartados ou destruídos também é muito decepcionante, considerando que as perdas sofridas pelos agricultores britânicos já excedeu 3 milhões de libras (US$ 4,859 milhões)", afirmou Petitt.

A UE disponibilizará 210 milhões de euros (US$ 301,8 milhões) para os produtores afetados pelo surto da bactéria na Alemanha e pela atual restrição comercial da Rússia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bactériaEcolisurtoEuropaagricultores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.