Ahmadinejad classifica ataque de Israel como 'desumano'

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse hoje que o ataque israelense a uma flotilha (agrupamento de navios) que levava ajuda humanitária à Faixa de Gaza foi um ato "desumano". Segundo ele, essa ação deixou Israel "mais perto que nunca de seu fim".

AE, Agência Estado

31 Maio 2010 | 10h37

"A ação desumana do regime sionista contra o povo palestino e para evitar o auxílio humanitário de chegar aos habitantes de Gaza não mostra a força desse regime, mas é um sinal de sua fraqueza, e tudo isso leva esse regime sinistro e falso mais perto que nunca de seu fim", afirmou Ahmadinejad, segundo a agência estatal Irna. O líder iraniano qualificou a ação de Israel como um "insulto à dignidade humana".

A animosidade entre Israel e Irã aumentou durante o governo de Ahmadinejad, que assumiu em 2005 e já qualificou o Holocausto na Segunda Guerra como um "mito". O presidente iraniano já disse também que gostaria de "varrer Israel do mapa". As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.