Ahmadinejad cogitou de renunciar ao cargo

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad (foto), estudou renunciar ao cargo após o líder supremo do país, aiatolá Ali Khamenei, ter vetado sua decisão de demitir o ministro de Inteligência, Heydar Moslehi. "Por um momento o presidente chegou a considerar a possibilidade de deixar o cargo, mas decidiu que deveria continuar no posto", disse ontem o porta-voz do Parlamento, Mohammad Reza Bahonar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.