Ahmadinejad diz a Annan que não renuncia a programa nuclear

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, recebeu hoje o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, e lhe disse que seu país não aceita a suspensão de seu o polêmico programa de enriquecimento de urânio como condição prévia a negociações nucleares.O ministro das Relações Exteriores do Irã, Manouchehr Mottaki, concedeu uma entrevista coletiva conjunta com Kofi Annan após a reunião e explicou que Ahmadinejad deixou claro a Annan que o Teerã acredita que seu direito à energia nuclear é inegociável."Esclarecemos a ele que nossas atividades nucleares são pacíficas", disse Mottaki."A bola agora está no pé dos EUA e do Reino Unido, e vamos dar o tempo suficiente para que (ambos) se pronunciem sobre nossa resposta", disse Mottaki em referência à refutação do Irã manifestada no último dia 22 sobre o pacote de incentivos oferecido pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança (França, Reino Unido, Rússia, China e Estados Unidos) e a Alemanha.Por sua vez, Annan disse que, após ouvir seus interlocutores iranianos, está "otimista". Além disso, acrescentou que agora entende melhor a postura do Irã, a qual pretende levar ao CS.O secretário-geral também frisou que, nestes dois dias de visita, os iranianos lhe transmitiram sua disposição permanente ao diálogo sobre seu programa nuclear.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.