Ahmadinejad diz apoiar desarmamento global

Em discurso na abertura da cúpula nuclear de Teerã, o presidente Mahmoud Ahmadinejad defendeu a criação de um "organismo independente" para livrar o mundo das bombas atômicas. Ahmadinejad pediu ainda a expulsão dos EUA da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

Gustavo Chacra, O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2010 | 00h00

Convocada por Teerã, a conferência é uma resposta à cúpula nuclear que os EUA organizaram em Washington. O Brasil está representado na cúpula iraniana por seu embaixador no Irã.

Ahmadinejad, como era esperado, disparou mais uma vez contra Israel e o que ele considera "dois pesos e duas medidas" dos EUA. A conferência busca responder à cúpula nuclear convocada pelo presidente dos EUA, Barack Obama, com a participação de 47 líderes internacionais em Washington.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.