Ahmadinejad diz que armas nucleares são desperdício

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse que armas nucleares são um desperdício de dinheiro. A afirmação foi feita hoje enquanto se preparava para receber autoridades de defesa da Rússia para conversas sobre mediação de crise. Ahmadinejad disse que ele está procurando construir uma relação próxima com Moscou e espera ver a primeira usina nuclear iraniana - construída pelos russos - começar a produzir eletricidade no próximo ano.

AE, Agência Estado

14 de agosto de 2011 | 12h29

Ele negou que seus encontros anteriores com o presidente russo Dmitry Medvedev foram prejudicados por desacordos e disse que dois vizinhos podem oferecer soluções conjuntas para os problemas globais. Ahmadinejad disse à televisão russa que as armas nucleares são coisas do século passado. "Se qualquer país tentar construir uma bomba nuclear, ele está gastando dinheiro e recursos", disse.

Seus comentários foram feitos antecipando os dois dias de negociações com o secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev, que começam amanhã (15) em Teerã. A visita de Patrushev é mais um esforço para reviver as negociações do Irã com as forças ocidentais, suspensas com as suspeitas de um programa de armas nucleares. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãnuclearAhmadinejad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.