Ahmadinejad diz que Irã terá combustível nuclear em escala

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou nesta quarta-feira, dia 3, que seu país produzirá em breve combustível nuclear em escala industrial, desafiando assim uma resolução das Nações Unidas que exige que o Irã abandone seu programa de enriquecimento de urânio."Hoje, podemos dizer que o Irã é um país atômico, tem o ciclo de combustível nuclear e iniciará, em breve, a produção de combustível industrial, sem dar ouvido aos gritos de Bush e das potências corruptas", afirmou Ahmadinejad, durante um discurso na província do Khuzistão, no sudoeste do país.Não é a primeira vez que o Irã anuncia sua intenção de produzir combustível nuclear por meio do enriquecimento de urânio. O país afirma que seu programa nuclear tem fins pacíficos, e que o combustível será usado na geração de eletricidade, mas os EUA e outros países europeus acreditam que o verdadeiro objetivo é fabricar armas nucleares.ControleEm 23 de dezembro, o Conselho de Segurança votou por unanimidade a imposição de sanções econômicas ao Irã, diante da negativa deste de interromper seu programa de enriquecimento de urânio.Em seu discurso desta quarta, Ahmadinejad assinalou que o povo do Irã, "unido e com fé em Deus, mantém sua postura e não volta atrás"."O povo iraniano não renunciará frente às potências arrogantes, inimigas da humanidade, que não têm outra alternativa senão se render ao povo e reconhecer seus direitos", afirmou.O Irã considera ter direito de desenvolver um programa nuclear com fins civis, de acordo com o tratado internacional de não-proliferação das Armas Nucleares (TNP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.