Ahmadinejad levanta teorias da conspiração sobre o 11/9 na ONU

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse na Organização das Nações Unidas (ONU) na quinta-feira que a maioria das pessoas acredita que o governo norte-americano foi responsável pelos ataques de 11 de setembro de 2001.

REUTERS

23 de setembro de 2010 | 17h50

Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU, Ahmadinejad disse que foram as autoridades norte-americanas que acreditaram que um grupo terrorista seria responsável pelo sequestro de aviões e os ataques contra as torres do World Trade Center, em Nova York, e o Pentágono.

Outra teoria, segundo ele, é a de que "alguns segmentos dentro do governo dos EUA orquestraram o ataque para reverter a queda da economia norte-americana, e o seu domínio no Oriente Médio, para salvar o regime sionista".

"A maioria da população norte-americana assim como a maioria das nações e políticos no mundo concordam com esta opinião", disse Ahmadinejad.

Delegações dos EUA e de países europeus deixaram a sessão logo após as declarações de Ahmadinejad.

(Reportagem de Louis Charbonneau)

Tudo o que sabemos sobre:
ONUAHMADINEJADCOMENTARIOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.