Ahmadinejad minimiza pressão sobre programa nuclear

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse hoje que os esforços do Ocidente para impedir o programa nuclear iraniano não terão sucesso. "Fiquem seguros de que os seus esforços não renderão frutos", afirmou, em discurso divulgado ao vivo pela TV estatal, durante a inauguração de uma represa no sudoeste do país.

AE-AP, Agencia Estado

25 de março de 2010 | 17h51

Os Estados Unidos e aliados, incluído Israel, estão pressionando por uma nova rodada de sanções contra o Irã, porque temem que o programa nuclear da República Islâmica tenha como objetivo fabricar armas nucleares. O Irã nega a acusação. Os comentários de Ahmadinejad feitos hoje vêm à tona um dia após um pedido internacional de conferência para uma quarta rodada de sanções contra o Irã, por causa do programa nuclear do país.

"Eles estão se dizendo preocupados que o Irã possa construir uma bomba", disse Ahmadinejad. "Mas nós dizemos que vocês construíram uma bomba e a usaram. Então quem deveria estar preocupado? Nós ou vocês? Eles estão apenas fazendo um barulho desnecessário. Eles acabaram humilhando a si próprios", afirmou o presidente do Irã.

"O tempo no qual eles podiam atingir a nação iraniana acabou. A nação iraniana está em tal apogeu, que as mãos malvadas deles não podem nos tocar", disse Ahmadinejad. "Eles querem parar, nem que seja por uma hora, o trem de alta velocidade do progresso iraniano. Mas eles são incapazes de fazer isso" disse Ahmadinejad, acrescentando que os países ocidentais estão em decadência e "humilhados pelos sionistas". Com informações da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.