Ahmadinejad prevê que Irã será em breve uma ´potência mundial´

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, voltou a dizer que seu país dispõe dos meios para se transformar em pouco tempo numa "potência mundial", informou nesta sexta-feira a agência oficial de notícias iraniana Irna. "O acesso da República Islâmica do Irã à ciência nuclear para fins pacíficos pode dar ao país um grande impulso", disse o governante na última quinta-feira à noite, na cidade de Zanyan, a oeste de Teerã. Ahmadinejad explicou que o sucesso na produção de combustível nuclear, anunciado há duas semanas, representa um avanço "tão grande que pode mudar" a relação de força entre as potências mundiais, acrescentou a agência. "Hoje, após 27 anos de propaganda contra o povo iraniano, a visão do mundo é outra", disse o conservador presidente iraniano, referindo-se ao período iniciado com a Revolução Islâmica, em 1979. Ele insistiu que seu país não precisa de armas nem expedições militares, já que sua importância na comunidade internacional "cresce rapidamente". Segundo Ahmadinejad, quando o Irã dominou a tecnologia para produzir combustível nuclear, "todas as nações do Sudeste Asiático, da América do Sul e os países árabes e islâmicos choraram de felicidade". Nesta sexta-feira termina o prazo para que o Irã suspenda o seu programa nuclear. O diretor da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mohamed ElBaradei, deverá apresentar seu relatório sobre as atividades do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.