Ahmadinejad reafirma que Irã não renunciará à tecnologia nuclear

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad,insistiu neste sábado que seu país "não renunciará ao seu direito à tecnologia nuclear", informou a televisão pública iraniana. "O povo do Irã é aberto ao diálogo, lógico e pacífico, e nãorecuará nem um milímetro ao seu direito de obter energia nuclear", disse Ahmadinejad na cidade de Miandoab, no norte do país. Teerã se prepara para receber o secretário-geral do ONU, Kofi Annan, para discutir o assunto. Ahmadinejad disse que "as grandes potências se acham as donas do mundo e esperam a obediência dos outros países". "São os maiores mentirosos da história. Pessoas ignorantes que deixaram sua mente sob o controle de gente mais ignorante que eles", criticou. Ele ressaltou que as potências "pensam que podem impedir o Irã de seguir seu caminho rumo ao desenvolvimento". Ahmadinejad já anunciou sua intenção de continuar com o programa nuclear para fins pacíficos, depois de encerrado o prazo dado pela ONU para suspender o enriquecimento de urânio. O líder iraniano disse também que "a nação unida resistirá parautilizar seu conhecimento nuclear e não renunciará a seus direitos". O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mohamed ElBaradei, entregou há dois dias um relatório sobreas atividades nucleares iranianas ao Conselho de Segurança da ONU, afirmando que "o Irã não suspendeu suas atividades relacionadas como enriquecimento de urânio".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.