AHMADINEJAD SE OFERECE PARA IR AO ESPAÇO

Irã planeja colocar um homem em órbita até 2020; tecnologia pode servir para fins militares

O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2013 | 02h04

O presidente Mahmoud Ahmadinejad, do Irã, está pronto "para ser o primeiro iraniano no espaço", segundo declarou durante cerimônia de apresentação de dois novos satélites de fabricação iraniana. O ambicioso programa espacial do regime pretende colocar um homem em órbita até 2020.

"Nossa juventude está determinada a enviar um homem ao espaço dentro dos próximos quatro, cinco anos, e estou certo de que isso ocorrerá", declarou Ahmadinejad, no evento em Teerã, segundo a agência oficial de notícias Isna. "Estou pronto para ser o primeiro iraniano sacrificado pelos cientistas de meu país a ir ao espaço, mesmo sabendo que há muitos candidatos."

Bem-humorado, o presidente chegou a dizer que, se preciso, leiloaria a si mesmo e doaria o dinheiro ao programa espacial iraniano.

As ambições de Teerã têm sido dificultadas pelas sanções econômicas em razão de seu programa nuclear. As medidas tomadas pelo Conselho de Segurança da ONU, desde 2007, representam um embargo quase completo à exportação de tecnologia nuclear ou espacial ao Irã.

Na semana passada, o Irã divulgou imagens de um macaco que teria sido lançado ao espaço a bordo de um foguete de fabricação iraniana e retornado com vida. A notícia alarmou a comunidade internacional, uma vez que a mesma tecnologia usada para supostamente levar o animal poderia servir a fins militares, como o desenvolvimento de mísseis balísticos de longo alcance.

Em sua conta no Twitter, o senador republicano John McCain, que perdeu as eleições americanas para o presidente Barack Obama em 2008, comparou Ahmadinejad ao animal. "Então Ahmadinejad quer ser o primeiro iraniano no espaço. Mas ele não estava lá na semana passada?", escreveu McCain, referindo-se ao macaco supostamente enviado ao espaço pelo Irã. O comentário acabou lhe rendendo críticas e acusações de racismo. / AP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.