Ahmadinejad volta a atacar Israel em cúpula de vizinhos do Iraque

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, voltou hoje a criticar Israel, na abertura da nona cúpula de países vizinhos do Iraque, que ocorre neste sábado e no domingo em Teerã."A maior ameaça, em nossa região e no mundo islâmico, é o regime sionista", disse Ahmadinejad, acrescentando que o Estado de Israel, "surgido de uma imposição, é falso".Em discurso transmitido ao vivo pela televisão iraniana, o presidente se dedicou sobretudo a criticar o Estado de Israel e as potências ocidentais, que o criaram "para desunir o mundo islâmico" ou, em alguns casos, para fomentar o comércio de armas.Ahmadinejad também se referiu aos problemas do Iraque, e disse que os participantes - todos os vizinhos do país, mais Egito, Barein e representantes da Liga Árabe, Organização da Conferência Islâmica e ONU- devem desenvolver fórmulas que garantam a estabilidade, a segurança e o desenvolvimento do Iraque.O presidente deu as boas-vindas ao novo Governo iraquiano, e aproveitou para lembrar que a existência deste "Governo estável" torna desnecessária a presença das forças de ocupação em solo iraquiano."Infelizmente existe quem veja a segurança no Iraque como algo contrário a seus interesses; por isso, insistem em enfraquecê-la", disse o governante iraniano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.