Ahmadineyad é o pior inimigo dos judeus desde Hitler, diz Netanyahu

Benjamin Netanyahy, líder da oposição israelense e ex-ministro, afirmou nesta segunda-feira que "não existe inimigo pior do povo judeu, desde Hitler, do que o presidente iraniano, Mahmud Ahmadineyad".A declaração foi feita diante do parlamento israelense (Kneset) pouco depois de o atual primeiro ministro, Ehud Olmert, pronunciar um discurso no qual explicou a atuação do governo israelense durante as hostilidades no Líbano.Ahmadineyad "conta com seus seguidores terroristas no Líbano" e tenta "nos estrangular de norte a sul", somou o dirigente do partido direitista Likud, fazendo uma alusão ao Estado libanês e à Faixa de Gaza.O político israelense qualificou a atuação do presidente iraniano - que alimenta de armas a guerrilha xiita libanesa e exorta a destruição do Estado judeu - como uma das "maiores ameaças existentes" contra Israel.Sobre a situação de Israel na região, "enfrentamos um risco muito perigoso e novos sinais ameaçam nosso povo e não somente nossos soldados e nossa economia, mas sim a nossa própria existência", sublinhou.Netanyahu também elogiou a determinação e a coragem dos soldados israelenses, dos quais estimou seu "valor e atuação ética e disposição ao sacrifício, inclusive para salvar companheiros", ao mesmo tempo que reconheceu o trabalho dos serviços de emergência e equipes de bombeiros durante a crise.O chefe da oposição expressou sua admiração pela determinação da população do norte do país - zona bombardeada pela guerrilha libanesa - e do sul - ameaçada pelas milícias palestinas de Gaza -, que "sem queixar-se suportaram os sacrifícios diários, mas induziram as autoridades a terminar o trabalho".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.